Por um fio – Eduardo Malé

Por um fio…

Há um fio que nos liga à vida desde o ventre de nossa mãe! Há um fio que nos conduz, qual labirinto, até à morte.

A vida é um emaranhado de fios tecidos com amor: ora com suor e dor, ora com a alegria de quem tece o pano mais raro e belo!

Às vezes destecemos a obra já feita para a refazer e para voltar a encontrar o fio condutor, o caminho que faz sentido e que nos dá segurança e nos liga à vida!

Somos obra maleável, moldável, capazes das mais improváveis metamorfoses.

Por um fio… o arame ganha forma, volume, movimento, história, vida! Deixa-se torcer, dobrar, cortar pelo artista para deixar de ser fio e ser homem ou mulher, lagarto ou formiga, para ser o que o artista quiser. Sem resistência confia no homem que o segura nas mãos para ser mais do que um mero fio sem forma e sem vida!

Por um fio… estamos presos à vida e a qualquer momento há um corte que nos desliga e acontece o último sopro de vida! Resta-nos a Esperança de que a obra recomece numa outra Criação desta vez infinita!

Eduardo Malé.

Ver o currículum do artista

 

 

 

One thought on “Por um fio – Eduardo Malé

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Newsletter