Arte em Cativeiro | Manuel Xavier

“Ao sentir, tu pensas”

É uma reflexão que resulta da perceção de tudo que acontece ao sujeito num ciclo da sua vida e consequentemente este pensamento se reflete em todos os trabalhos artísticos do Manuel Xavier.

Gosta de pintar, de modelar, de estar em atelier a vivenciar todo o processo e desenvolvimento dos seus projectos artísticos. Por gostar de viajar e de estar com amigos, o actual estado de emergência altera a forma de vida social para todas as pessoas, mas não altera o seu quotidiano criativo. Para viver a arte o Manuel. Xavier está sempre em quarentena.

Durante o presente estado de emergência causado pelo Covid-19, com o espírito orientado para as suas memórias ancestrais criou obras de sensibilidade muito peculiar no artista, na qual perceciona a obra de arte como um espelho que reflecte o seu estado de alma.

Nas suas criações artísticas ele insiste que cabe ao observador falar sobre o que a sua obra desperta nele, sem esperar por pistas sugeridas pelos títulos etiquetados nos trabalhos. Razão pela qual não dá títulos a muitas das suas pinturas e esculturas.

O seu projeto de arte é livre porque sente e liberta o seu pensamento com o mesmo espírito.

Plataforma Cafuka.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *