Alex-Keller Fonseca

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nasceu em São Tomé e Príncipe, em 1984. Participou em diversos workshops no espaço Teia d’Arte e na Casa da Cultura de São Tomé, lecionados por Artistas nacionais e internacionais.
Através das suas obras, o artista pretende expressar o seu quotidiano e o renascimento da “Mãe Africana”, com todo o seu sofrimento e incertezas, cuja continuidade de tradições culturais se irão refletir no novo mundo através das crianças. Estas representam o principal tema nos seus projetos artísticos. Ilustra a força e a energia da criança santomense que, cheias de magia e criatividade, constroem os seus próprios brinquedos, com base na reciclagem de alguns objetos sólidos (plásticos, latas, pinéus etc.), bem como de outros produtos da terra.

Expõe com regularidade desde 2002, data em que participou na II Bienal de São Tomé e Príncipe. Em 2011 esteve presente na exposição coletiva “Por trás da Máscara” no Centro de Arte
Contemporânea Graça Morais, em Bragança, e em 2016 expôs a sua obra na Galeria Quadras Soltas, ao abrigo do projeto “Porto Africano”, no Porto.

É membro fundador da Plataforma Cafuka.

Galeria