Valdemar Dória

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

Nasceu em São Tomé, em 1974,  formou-se em Pré-Impressão, pela Escola Profissional Val do Rio em Oeiras e frequentou o curso de Design Gráfico na Universidade Lusófona. Emigrou para Portugal, com a sua mãe, na idade pré-escolar.

Estudou em Lisboa e o desenho afirmou-se na sua vida como o revelador do que haveria de ser o seu futuro. Desenhava nos cadernos de todas as disciplinas escolares. Guarda os seus cadernos de desenho o que tem feito ao longo do seu percurso criativo, e, alguns pormenores desses mesmos desenhos são reproduzidos e pintados sobre telas ou serapilheira. As suas composições pictóricas apresentam variados elementos sobrepostos e/ou bustos isolados. Identifica-se e representa a cultura de São Tomé e Príncipe através da ausência temporal e distanciamento geográfico. A ausência é pensada em relação ao contexto urbano lisboeta da sua vida quotidiana e nas práticas que lhe fazem relembrar o país natal.

Desde 1994, expõe com regularidade, tendo em 2011 e 2012 participado na Bienal de Arte e Cultura de São Tomé e Príncipe, em 2013 na Galeria Quadras Soltas, no Porto e na Casa Internacional de São Tomé e Príncipe, em Lisboa e em 2013 e 2014 na “Africa Mostra-se, 2016″.

É membro fundador da Plataforma Cafuka.

Galeria